Capelania Filipina

Contactos:

  • Pe. Jovito Osalvo, SVD
  • Morada: Igreja do Corpo Santo, Largo do Corpo Santo, 1200 Lisboa
  • Telf: 21 722 02 00
  • mail: osalvojovs@yahoo.com

http://www.vozdaverdade.org/site/index.php?cont_=ver2&id=4462

Um dos sonhos dos Missionários do Verbo Divino em Portugal foi a ideia de atendimento dos imigrantes asiáticos. Esse sonho foi realizado quando o Pe. Jovito Osalvo, SVD das Filipinas, veio para Portugal, em 2007, como seu primeiro destino como missionário. Depois de aprender a língua Portuguesa, a Província Portuguesa dos SVD destinou-o como capelão da Comunidade Católica Filipina em Lisboa.

Desejos e desafios

Há um número bastante elevado dos Filipinos que estão a trabalhar em Portugal e está a aumentar. E 85% deles vivem na Grande Lisboa.

Frente a esta realidade a Capelania tem alguns desejos:

  • Apoiar os Filipinos e constituir um meio agregador para que os seus valores se possam manter;
  • Trabalhar para que os membros possam atingir aqui a sua maturidade cristã baseada numa espiritualidade autêntica que tenha em consideração a cultura filipina, apoiando-os, em concreto, nas suas jornadas de vida cristã.
  • Que cada um deles participe ativamente e fazer o seu papel para o bem da comunidade.

A comunidade Filipina vive, em especial, dois fortes desafios. O primeiro consiste em ser um grupo unido. Apesar de terem chegado de diferentes regiões das Filipinas, sentem que há algo muito forte que os une, que é a sua fé em Jesus Cristo. O segundo consiste na partilha dessa mesma fé, pois acreditam que, como discípulos de Cristo, são chamados nos lugares em que vivem e trabalham.

A importância da Eucaristia

Como um ponto de partida, os Filipinos celebram a Eucaristia na língua nativa da Igreja de Corpo Santo, em Lisboa, nos segundos a quartos Domingos de cada mês, às 12:15. No primeiro Domingo do mês, a comunidade junta-se para celebrar a Eucaristia com os outros migrantes na mesma igreja, às 11:00.

A Eucaristia é o centro da sua unidade. É ali que nutrem a sua fé para viverem na vida diária. Esperam que os outros se juntem para que o grupo possa crescer e, assim, venha a acontecer mais participação e integração.

Além da celebração da Eucaristia, a comunidade leva a efeito outras expressões culturais. Entre elas, devemos realçar a celebração do aniversário da independência das Filipinas e o encontro de Natal. E outras já estão a ser pensadas.