Apresentação

A PASTORAL DA MOBILIDADE

Numa época de mudanças sem precedentes à escala global, a mobilidade, com as suas extraordinárias potencialidades e os inerentes riscos, é uma característica da nossa experiência quotidiana e um fenómeno incontornável na nossa vida em sociedade. A par do necessário enquadramento de natureza social, cultural, económico e político realizado pelas entidades competentes, a Pastoral da Mobilidade oferece formas várias de acolhimento, potencia o necessário acompanhamento religioso e espiritual e promove a integração comunitária.

Foram a necessidade e a urgência de um acolhimento integrado a todos os que estavam em situação de mobilidade, em particular na sua dimensão religiosa e espiritual, que levaram o então Cardeal Patriarca de Lisboa, D. António Ribeiro, a criar, em 1995, a Pastoral da Mobilidade. No auge da chegada a Lisboa de imigrantes da Europa de Leste, esta acção pastoral recebeu forte impulso do Cardeal D. José Policarpo. Estes dois patriarcas tiveram, pois, um papel de enorme relevo na criação e no incremento da Pastoral da Mobilidade, cuja condução foi confiada, de 1995 a 2014, ao Pe. Delmar Barreiros. Por nomeação do actual Patriarca, D. Manuel Clemente, foi-me entregue, em finais de 2014, este novo encargo pastoral. Com o desejo de corresponder o melhor possível à missão recebida e continuar o trabalho já realizado, quero expressar ao meu antecessor, no momento em que o substituo, uma devida palavra de enorme apreço e gratidão.

De acordo com as Bases Estatutárias da Cúria Diocesana do Patriarcado de Lisboa, compete à Pastoral da Mobilidade “a dinamização e coordenação das acções pastorais orientadas para o extracto da população considerada móvel”. Ao possibilitar às pessoas e aos grupos acolhimento e integração, a Pastoral da Mobilidade favorece as condições para a entreajuda solidária, para a celebração da fé e para a partilha de vida em ambiente comunitário. Esta presença junto da “população considerada móvel” tem-se concretizado através de serviços específicos: Pastoral dos Emigrantes, Pastoral dos Estudantes Estrangeiros, Pastoral dos Ciganos e Apostolado do Mar.

A Pastoral da Mobilidade, em articulação com o Serviço da Cultura, tem também ao seu cuidado e dinamiza o Turismo, no Patriarcado de Lisboa. Dada a sua especificidade e amplitude, este serviço exige uma abordagem própria e um tratamento diferenciado.

Pe. Mário Rui Leal Pedras