“É interessante ver o trabalho que têm vindo a fazer, os principais sentidos, e ficar com indicações de quais os caminhos a seguir num país com várias políticas e medidas, bastante favoráveis nesta área, e que tem sido indicado como boas praticas, mas também se verificam lacunas entre a teoria e a prática”, disse à Agência ECCLESIA Mariana Hancock, da Cáritas Portuguesa.

A Cáritas Portuguesa reuniu-se com Associações de Migrantes e de Diáspora e Organizações Não-Governamentais, que trabalham no território nacional, numa ação de formação sobre ‘Migrações e Desenvolvimento: Comunicar, Influenciar, Transformar’, realizada no Seminário de Alfragide.

Agência Ecclesia – ler artigo completo aqui.